Homem alterado arma um barraco contra os policiais em Santa Maria do Oeste

 Homem alterado arma um barraco contra os policiais em Santa Maria do Oeste

No dia 09 de março de 2021, uma pessoa compareceu no Destacamento da Polícia Militar de Santa Maria do Oeste, a qual relatou que gostaria de representar contra seu vizinho, por perturbação da tranquilidade. Ainda relatou que no dia anterior, “08/03/2021” já tinha acionado a equipe policial por causa do som auto, onde a equipe policial foi até o local e orientou a pessoa, contudo o mesmo após a orientação por parte da equipe policial continuou com o som alto após a saída da equipe, e nesta data, 09/03/2021, o vizinho retornou a ligar o som excessivamente auto.

Diante do relato foi deslocado até o local e constatado o fato, sendo de início abordado o homem de 23 anos, que é proprietário de um veículo Gol de cor branca, que estava estacionado na residência e com porta malas aberto, com o volume do som do veículo excessivamente alto, sendo então recolhido o referido som e colocado o homem na viatura a fim de encaminhar o mesmo para o destacamento para confecção do termo circunstanciado, momento em que o mesmo começou a falar com voz alta, que a equipe saindo do local este iria ligar o outro som e que a equipe teria que retornar no local e que não entraria na residência para retirar o som, pois na casa do mesmo só com mandado para entrar.

A equipe policial tentou novamente orientar o homem, onde este muito alterado começou a desacatar a equipe policial dizendo (vão toma no cú, aqui vocês não entram, vocês tem mandado? eu sei dos meus direitos, arrebentem a porta que vocês vão ver se esse salarinho de vocês vai dar para pagar a porta).

Diante da situação, foi efetuado a abordagem ao homem e por o mesmo estar com os ânimos alterados, foi feito o uso de algema conforme decreto 8858/2016 a fim de resguardar a integridade física da equipe policial e dele próprio. Para conte-lo e encaminha-lo até o destacamento, foi também pego a chave da residência na sua presença, por já ter sido orientado por várias vezes sobre o som excessivamente alto e por dizer que ligaria novamente o som quando a equipe saísse do local, este foi recolhido na presença de outras pessoas, e as partes envolvidas juntamente com o som, foram encaminhados até o destacamento de polícia de Santa Maria do Oeste, para confecção do termo circunstanciado. Ambas as partes foram orientadas e liberadas posteriormente aos procedimentos.