Mulher leva uma tijolada em confusão em Pitanga e é socorrida no hospital

 Mulher leva uma tijolada em confusão em Pitanga e é socorrida no hospital

No dia 30 de outubro de 2021, às 23h15min, atendendo solicitação via central 190, a equipe de serviço da PM deslocou até o Hospital São Vicente de Paula, onde relatou o solicitante que foi até a casa de sua ex namorada e ambos saíram do local com o veículo, parando próximo ao mercado Kaçula, sendo que foram seguidos por três masculinos, os quais não soube informar o nome, dizendo apenas que um deles era genro de uma das ocupantes, os quais vieram a danificar o veículo em que estavam, veículo este que estava sendo conduzido por a solicitante, além de agredir fisicamente, jogaram um tijolo em direção, vindo a acertar uma feminina, lesionando a parte superior da cabeça.

Foi feito contato com a solicitante, a qual estava sendo atendida pela equipe médica, esta relatou que não comentaria quem seriam os autores da agressão, que não tinha interesse em representar contra os masculinos, dispensando a equipe policial. As partes foram orientadas.

ACOMPANHE TAMBÉM SOBRE UM DESENTENDIMENTO POR CONTA DE UMA SEPARAÇÃO

No dia 30 de outubro de 2021, às 14h00min, atendendo solicitação, a qual relatou que reside na propriedade de seu irmão, o qual está em processo de divórcio, sendo que a solicitante também reside no mesmo sitio, porém, em outra casa.

A solicitante relatou que ausentou-se da residência e ao retornar, notou que a porta estava arrombada, haviam alguns vidros da janela quebrados, relatando ainda que havia uma feminina dentro da residência, com alguns pertences pessoais que havia levado para o local, dizendo que a casa era dela também e não sairia do local.

A equipe policial deslocou até o referido endereço, onde foi feito contato com a autora, a qual relatou que está em processo de separação com seu esposo e não achava justo ela morar em uma casa inferior a de sua cunhada, sendo que em conversa entre as partes, foi entrado no consenso que a autora retiraria suas coisas do local e aguardaria a partilha de bens na justiça através de seu advogado.

A solicitante não teve interesse em representação, sendo orientada quanto aos demais procedimentos.